Acredito que você vai concordar comigo quando eu digo que é muito bom quando entramos num lugar e este está cheiroso, perfumado, cheirando a limpeza, ou que pelo menos tem uma fragrância, um aroma gostoso no ar. Nunca é uma experiência gostosa entrar num lugar que está cheirando mal, isso nos incomoda, não nos faz querer permanecer ali.
O mesmo eu posso dizer sobre as pessoas, afinal, preferimos abraçar e estar perto de alguém que está com aquele cheiro de banho tomado ou com um perfume gostoso. Não me entenda mal, por favor, não estou de forma nenhuma fazendo acepção de pessoas por causa do cheiro ou incentivando alguém a isso, apenas quero mostrar o quanto um bom aroma pode fazer diferença em nossa vida. O cheiro pode influenciar a nossa percepção das coisas.
Não é à toa que Paulo usou esse conceito para falar sobre a singularidade de nossas vidas agora em Cristo, quando ele escreve na sua segunda carta à igreja de Corinto dizendo: “Porque para Deus somos o bom perfume de Cristo, nos que se salvam e nos que se perdem” (2 Coríntios 2.15). Precisamos entender o que ele está dizendo!
Como eu disse domingo passado, ser um cristão não é apenas estar “codificado” com alguns valores, ter algumas posturas, e fazer algumas coisas, como por exemplo, participar do culto. Isso com certeza tem a sua importância, porém, ser verdadeiramente um cristão envolve mais do que isso, envolve primeiramente minha identidade em Cristo e minha própria união com Ele. Porque todo o valor, significado, sentido e propósito em nossas vidas, recebemos dele. Cristo nos atribui tudo isso pela Sua pessoa e pela Sua obra redentora e reconciliadora.
Quando unimos esse entendimento sobre Ele com a ideia do perfume, compreendemos que vamos exalar àquilo que está em nós. Por exemplo, quando nos lavamos com o sabonete, qual o cheiro que as pessoas sentirão em nós? Óbvio que é o cheiro do sabonete. Da mesma forma, quando você passa ou usa algo perfumado, as pessoas que estiverem próximas vão sentir esse perfume em você, e alguns dirão: Nossa, você está muito cheiroso ou cheirosa!
A minha pergunta é: O que está sobre você? O que você tem borrifado em seu coração ou em sua mente? O que você tem permitido entrar e tocar em sua vida? Porque, como eu já disse, nós vamos exalar aquilo que está em nós. E Paulo vai dizer, que somos o BOM perfume de Cristo, ou seja, nosso cheiro precisa ser bom, nossa vida precisa exalar não a nós mesmos, mais a Cristo em nós, porque nosso perfume só é bom, e nossa vida só é cheirosa, quando é a Cristo que ela está exalando e exaltando.
Por isso nossa comunhão com Ele e o nosso desejo de ser cada vez mais semelhante a Ele são fundamentais para definir que testemunho será visto através do nosso viver, se vamos exalar aroma ou odor! Assim como existem cheiros, aromas e bons perfumes, existem também perfumes ruins, cheiros desagradáveis e odores estranhos. Uma pergunta muito importante a ser feita é: O que a nossa vida tem exalado? Somos o bom perfume de Cristo, ou temos exalado o odor de nós mesmos? Cristo representa e nos apresenta o homem espiritual, que aos olhos do Pai é o bom cheiro, porque ama a verdade e faz a vontade do Pai – “Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo” (Mateus 3.17) – enquanto que o homem carnal, representa o mau cheiro, o cheiro desagradável para o Senhor, porque suas obras são más e seu desejo não é fazer a vontade do Pai.
Amados de Deus, o Senhor nos concedeu seu Santo Espírito e a sua Santa Palavra para que nossas obras sejam primeiramente manifestas e conhecidas por nós mesmos, para que depois sejam corrigidas e ajustadas segundo a vontade de Deus, para que então, como flores novas no Seu Jardim, possamos exalar o bom perfume de Cristo para todos ao nosso redor.
O Senhor nos gerou no Filho Amado para ser o bom cheiro, o bom aroma, o bom perfume – ou seja, algo que as pessoas possam sentir, serem tocadas, ministradas através da nossa vida. O Senhor nos levantou para tocar vidas, não se esqueça disso! O perfume tem o poder de tocar em nossa capacidade olfativa, assim como Cristo em nós tem o poder de tocar os corações, sensibilizando vidas, tornando impossível não perceber que há algo diferente em nós, assim como é impossível não perceber quando há um aroma diferente no ar. Quando isso acontece, as pessoas ficam perguntando, tentando descobrir qual é o cheiro, o aroma que elas estão sentindo, e é exatamente nesse processo de busca, que muitas acabam descobrindo a Jesus.
Nosso papel não é salvar ninguém, isso cabe somente ao Senhor, mas o nosso papel é sempre ser bom perfume. Esse é o nosso desafio! E para ser aquilo que precisamos ser, precisamos ser radicais em viver o propósito de Deus, de sermos semelhantes ao Seu Filho, Jesus Cristo.
Não abra mão disso!
Deus te abençoe.
Pr. Cristiano

© 2016 Igreja do Nazareno Flamboyant
Siga-nos: