Então disse Davi a Saul: Teu servo apascentava as ovelhas de seu pai; e quando vinha um leão e um urso, e tomava uma ovelha do rebanho (1Sm 17.34).

Existe um ditado que diz que não se faz um bom marinheiro com águas calmas. Por mais que ele estude as correntes marítimas, que ele aprenda sobre os ventos, que ele saiba que o mar pode ser um lugar perigoso e que existem grandes tempestades em alto mar, somente quando ele entra no mesmo e decide enfrentar, atravessar essas tempestades e lidar com o mau tempo, é que ele vai ganhando experiência e amadurecendo como marinheiro.

Existe uma frase do um grande pregador da palavra de Deus no passado chamado Charles Spurgeon que diz: “Nós precisamos de ventos e tempestades para exercitar nossa fé, para arrancar o ramo podre da auto dependência e nos enraizar mais firmemente em Cristo”.

Nesse novo ano olhe para as suas lutas e para suas adversidades de forma diferente. Em vez de enxergar apenas “problemas”, olhe como oportunidades de crescer, de mudar, de fazer diferente e fazer diferença. Enxergue em tudo isso uma grande oportunidade de Deus de te preparar, de te forjar, de te obrigar a crescer e a mudar. O bom marinheiro deve sua experiência, sua capacidade de sobreviver e viver, ao mesmo mar que o assola muitas vezes.

Lembro-me do jovem Davi, que um dia mandado por seu pai ao campo de batalha, para levar comida aos seus irmãos, acaba fazendo parte do conflito e tem que enfrentar um gigante chamado Golias. Davi não teme, porque em primeiro lugar está sua fé e confiança em Deus, mas também porque Davi já havia enfrentado outras grandes lutas. Apesar de nunca ter estado num campo de batalha, Davi não era marinheiro de primeira viagem. Durante sua caminhada como pastor de ovelhas do rebanho de seu pai, Davi lutou com animais selvagens, muito maiores e mais fortes que ele, e ele prevaleceu contra o leão e o urso (1Sm 17.34-36).

Davi não questionou ou choramingou com Deus, porque Ele havia permitido que o urso ou o leão conseguissem atacar e tomar uma das suas ovelhas, Ele apenas confiou no Senhor e se pôs a enfrentar o problema. As experiências com o leão e o urso, produziram amadurecimento em Davi, para que naquela batalha, quando todos estavam assustados e querendo fugir, ele tivesse a força e a fé para avançar diante do gigante.

Na vida é assim, quando menos esperamos somos colocados diante de desafios e lutas. Muitas vezes gastamos tempo e energia questionando o porquê de tudo aquilo que estamos passando. Esquecemos que Deus está usando cada circunstância e também pessoas para nos ensinar e nos forjar.

Nunca sabemos o que está adiante de nós, mas Deus sabe e usa cada situação do hoje para nos preparar, nos fazer amadurecer, de forma que não venhamos ser vencidos pelo medo, incredulidade e ansiedade, mas possamos ser como Davi, homens e mulheres cheios de fé, maduros e confiantes que o mesmo Deus que nos ajudou em tantos outros momentos, está conosco e será conosco diante do desafio que está a nossa frente.

Assim como um bom marinheiro não faz em águas calmas, um verdadeiro discípulo de Cristo não se faz sem carregar a sua cruz.

Deus te abençoe.

Pr. Cristiano

© 2016 Igreja do Nazareno Flamboyant
Siga-nos: