No último domingo ministrei em nosso culto sobre consagrar a nossa vida a Deus. O Senhor tem nos desafiado a viver um nível mais alto de vida, de fé, de comunhão, da Sua presença e da Sua vontade em nós. O chamado do Espírito Santo é por uma maior consagração da nossa parte. Isso é algo muito sério e importante, por isso precisamos tomar muito cuidado para não agir movidos apenas por alguma empolgação.
Muitas vezes ficamos mexidos, tocados, motivados e empolgados com algo que o Senhor falou para nós ou fez em nosso favor, e isso é bom, mas não pode ser só isso! Não pode ficar só nisso! A verdade é que as coisas do Senhor precisam entrar profundamente dentro de nós, ao ponto de respondermos com atitude e posicionamento, porque se não colocamos em pratica, e se não fazemos a nossa parte, há um grande perigo, de que tudo isso se torne apenas fogo de palha na nossa vida. Não sei se você já ouviu essa expressão, mas fogo de palha significa uma empolgação que dura pouco tempo; algo que parece muito intenso e importante num primeiro momento, mas que logo acaba rápido. Precisamos tomar cuidado para que a nossa caminhada com Cristo não seja fogo de palha.
A vida cristã não pode ser movida por empolgação, ainda que devemos estar sempre empolgados com Deus, mas a construção do nosso caminhar, precisa ser firme, constante, progressiva, onde cada vez mais, áreas da nossa vida vão sendo consagradas a Deus, se alinhando à vontade e ao propósito do Senhor.
Para que isso aconteça, duas coisas precisam existir: Constância e Disciplina. Não existe uma vida verdadeiramente consagrada a Deus onde não existe constância e disciplina. E isso se aplica a tudo, pois, você não constrói nada na vida sem essas duas coisas. Um dos grandes desafios na vida cristã é vencer a inconstância. Ser constante muitas vezes é algo desafiador. Existem resultados que só serão obtidos com constância. Um cristão precisa ser esforçar em ser cada vez mais constante.
A consagração também está ligada a disciplina. Cerca de dois ou três meses atrás, assisti um vídeo do ator hollywoodiano Wil Smith, e nesse vídeo ele diz que uma pessoa disse para ele que queria ser um ator assim como ele é. A reflexão que ele faz no vídeo, é que a maioria das pessoas que dizem isso, não estão dispostas a fazer o que é preciso para que isso se torne realidade. Ele diz que não adianta ficar sonhando com algo, precisamos nos dispor a construir aquilo. Ele diz que o caminho para se construir qualquer coisa – envolve disciplina.
Muitas vezes dizemos que queremos mais de Deus, mas qual preço estamos dispostos a pagar por isso? Estamos dispostos a orar mais, a jejuar, e a estudar sistematicamente as Escrituras? Estamos dispostos a desligar os aparelhos eletrônicos, a dormir menos, e a acordar mais cedo para isso?
Muitos dizem que desejam ser usados por Deus, mas qual preço estamos dispostos a pagar para ver isso acontecer? Estaremos mais disponíveis aos outros, prontos para servir e abdicar de algumas comodidades pessoais?
Não podemos dizer que queremos intimidade, se não estamos dispostos a pagar o preço para isso! Estamos dispostos a consagrar a nossa vida, a corrigir nossos caminhos, negar nossa vontade, obedecer a Deus, estar mais envolvido com as disciplinas espirituais, e não se contaminar com esse mundo? Infelizmente, muitos quando dizem isso, falam de boca para fora, porque não desejam ter a disciplina necessária para ver isso acontecer.
Somos uma geração da igreja que erra porque dá muito pouco, se esforça muito pouco, mas quer receber e experimentar muito. Canta que quer ver a glória de Deus, mas se santifica muito pouco para isso. Por isso fico preocupado, porque vejo muita empolgação, muito desejo, muito sonho, mas pouco atitude, pouca ação, pouco compromisso da nossa parte. A verdade, queridos irmãos e irmãs, é que precisamos mudar isso!
Acho muito interessante a postura da mulher do fluxo de sangue (Marcos 5), ela teria todas as justificativas para ficar largada num canto reclamando da sua condição, afinal, ela passou muitos anos procurando a cura da sua enfermidade. Era muito evidente o que ela queria, e quando ela soube de Jesus, mesmo cansada, mesma impura cerimonialmente, mesmo anêmica, mesmo com tudo contra ela, se foi e se empenhou em chegar perto de Jesus. Ela sabia perfeitamente o que ela buscava, por isso, não olhou o desafio da multidão, mas soube manter o foco, e foi constante e disciplinada o suficiente para passar entre aquelas muitas pessoas que cercavam a Jesus, e chegar perto para tocar na barra da sua veste.
Por causa da sua disposição, da sua constância e da sua disciplina, e por não olhar as condições, mas olhar para Jesus e avançar em direção a Ele, a condição de vida dessa mulher mudou completamente. Eu creio, que se entendermos isso e praticarmos isso, com certeza a nossa condição também vai mudar!
Você crê? Então, consagre-se, seja constante e disciplinado. O Senhor vai mudar a tua história.
Deus te abençoe.
Pr. Cristiano

© 2016 Igreja do Nazareno Flamboyant
Siga-nos: