Como eu disse na mensagem da semana passada, Neemias sabia que a restauração dos muros e dos portões da cidade de Jerusalém era algo crucial para que esta voltasse a crescer e a avançar, e não se encontrar mais em uma condição de miséria e estagnação. Assim como Neemias, os inimigos do povo judeu também sabiam disso, e quando ficaram sabendo da sua chegada à cidade e dos seus planos de reedifica-la, isso não agradou a eles – Cap. 2.10 “O que ouvindo Samablate, o horonita, e Tobias, o servo amonita, lhes DESAGRADOU extremamente que alguém viesse a procurar o bem dos filhos de Israel”, porque queriam que a cidade continuasse do mesmo jeito, e que as pessoas que ali estavam, permanecessem nas mesmas condições.
Precisamos ter entendimento espiritual das coisas, das circunstâncias e situações que enfrentamos em nossas vidas. Não podemos enxergar apenas com olhos naturais, mas discernir as coisas espiritualmente. Essa mentalidade secularizada da igreja moderna tem nos afastado de uma verdadeira comunhão com o Espírito Santo. Medimos tudo pelos olhos naturais e pela sabedoria humana, pelo “eu acho” ou “eu sei” e esquecemos o que as Escrituras nos alertam sobre a nossa sabedoria, afirmando que ela NÃO vem do alto, mas é terrena e DIABÓLICA (Tiago 3.15). O autor usa a palavra grega “daimoniodes” para indicar claramente que essa forma de pensamento e de atitudes é algo “parecido ao demônio”, porque agimos sem a sabedoria do alto, sem discernimento espiritual, sem direção do Senhor, seguindo a nossa verdade (crença) e não a verdade de Deus (Fé).
Neemias tinha uma direção do Senhor – (V.12) “… não declarei a ninguém o que o meu Deus me pusera no coração para eu fazer em Jerusalém…”. Permita-me perguntar: Você tem direção do Senhor naquilo que está fazendo? Observe no caso de Neemias, que não era o que ele propôs no seu coração fazer, mas o que o Senhor, o seu Deus, propusera no coração dele. Neemias tinha uma palavra de Deus, uma direção do Senhor sobre o que ele deveria fazer em Jerusalém, por isso, E SÓ POR ISSO, ele saiu de onde estava e foi para lá.
Sabe irmãos, falando agora teologicamente, no tempo de Neemias os homens e mulheres de Deus não haviam recebido o Espírito Santo dentro deles, e mesmo assim eles tomavam a verdade de Deus como a sua verdade, e não o contrário, buscavam a Deus, recebiam a Palavra de Deus em seus corações e obedeciam. Nós, que estamos em um outro contexto, da Graça, do favor divino, algo muito maior – o Espírito Santo agora habita dentro de nós, VIVE EM NÓS, e curiosamente não estamos atentando para isso. Ao ignorarmos a voz e a direção do Espírito, falhamos em fazer e viver a vontade de Deus. O resultado disso são: muros caídos, brechas em nossas vidas, e miséria espiritual.
ENTENDA – O Senhor nosso Deus e Pai é o maior promotor do nosso crescimento espiritual, assim como, as trevas são a força contraria desse movimento, que não se agrada quando avançamos em Cristo, na verdade, o que as trevas desejam é que continuemos do mesmo jeito, sem crescer espiritualmente, estagnamos na nossa fé, carnais e imaturos em nosso entendimento. Por isso, as trevas não se importam tanto se vamos a cultos, se falamos com pessoas, se nos envolvemos em programações da igreja, desde que nós não nos empenhamos em viver verdadeiramente para o Senhor, em fazer verdadeiramente a Sua vontade.
Quando andamos e vivemos assim, do jeito que a gente quer, estamos na verdade, andando e vivendo do jeito que o diabo gosta! Ouvir isso pode nos chocar, mas essa é a realidade, quer a gente goste ou não disso! Infelizmente, muitos cristãos não estão caminhando do jeito que Deus quer, mas como o diabo gosta, porque escolheram viver do jeito que querem.
O mundo espiritual não se importa com nossos sentimentos, mas é profundamente afetado com as nossas atitudes. As trevas não se agradam quando nos levantamos e nos posicionamos diante do Senhor buscando a vontade de Dele, buscando mais para nossa vida, buscando direção – Porque decidimos caminhar do jeito que Deus quer!
Foi exatamente isso que Neemias procurou fazer, a vontade de Deus, ou seja, caminhar e viver do jeito que Deus quer. Ele procura agir segundo a direção que o Senhor havia dado a ele. E ele recebeu essa direção porque colocou seu coração diante do Senhor para ouvi-lo. Será que estamos fazendo o mesmo?
Como precisamos aprender a fazer as coisas com direcionamento da parte do Senhor. Nossas melhores intenções não se comparam a fazer as coisas com direcionamento de Deus. Nossos melhores resultados não se comparam aos resultados de Deus na nossa vida. Quantas vidas seriam radicalmente mudadas, profundamente transformadas, se isso acontecesse!
Não podemos ter medo ou querer retroceder, pois assim como Sambalete e Tobias tentaram paralisar Neemias (Cap. 4), sabemos que as trevas tentarão também paralisar a obra de Deus em nossas vidas. Por isso precisamos estar em oração, na presença do Senhor, para sermos fortalecidos por Ele e não venhamos desistir ou retroceder!
Quando o Senhor falou comigo no final do ano passado sobre buscar a vontade de Deus, não imaginava quanta coisa Ele queria nos ensinar sobre esse assunto. Isso é um grande sinal do Espírito dizendo que os cristãos precisam mudar a forma que estão vivendo e fazendo as coisas nas suas vidas.
É tempo de buscar a presença do Senhor!
É tempo de orar no lugar secreto com Ele!
É tempo de aprender a ouvir e discernir a Sua voz!
É tempo de andar dirigido pelo Espírito!
É tempo de viver do jeito que Deus quer e do jeito que Deus gosta.
Deus te abençoe.
Pr. Cristiano

© 2016 Igreja do Nazareno Flamboyant
Siga-nos: